sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Ensina-nos a contar os nossos dias em 2012

Eu aqui a fazer tantos planos para 2012, refletindo sobre o que foi 2011, até que esbarrei em algumas porções do Salmo 90 e concordei com Moisés: nossos anos acabam-se como um breve pensamento!

Tudo passa tão rápido! Por quê ligamos pra tanta coisa? Por quê somos tão complicados, fervendo em tão pouca água? De tudo, que é tão pouco, fazemos verdadeiras tempestades!

Se foi bom ou ruim, 2011 foi apenas um breve pensamento! 2012 eu peço a Deus que Ele me ensine como contar cada dia. Em 2012, que o meu dia não tenha apenas 24 horas, mas que haja tempo para amar sem reclamar ser amado, que haja tempo pra perdoar quem não merece ser perdoado, até porque já fomos perdoados em Jesus, num perdão que nem mesmo nós as vezes perdoamos a nós mesmos. Que seja tempo, de não contar o tempo, aprendendo a viver o tempo eterno.

Peço que hoje, ainda em 2011, Deus me perdoe pelos meus erros. Que passe na mente de Deus apenas como um breve pensamento. Que eu, comigo mesmo, não fique recordando tanto o que passou, porque afinal foi muito breve, mas que meditando no plano da brevidade que a vida tem, que eu a faça valer a pena, porque ela desvanece sem que percebamos.

Senhor, que eu não fique nenhum dia sem Jesus, porque ficar sem Ele apenas um minuto, dói-me uma eternidade. Que eu aproveite todo tempo Nele para que em mim, seja como se nunca fosse ter fim. Que o que é eterno em 2012 seja manifestado, o que é passageiro passe, como um passado a não ser visitado.

Que o meu coração abrigue os tesouros que não passam, e quando o que é terreno bater a porta eu diga: ESTÁ OCUPADO! 

Que eu cuide do meu corpo físico com muito carinho, mas pensando no meu espírito, e nunca busque o Espiritual com vistas no terreno. Mas que eu faça de tudo o que é terreno e passageiro, um convite para olharmos o eterno.

Ela, a vida vai passando. Mas pra nós a parte que fica, é como ela passa. Será gritando que ela é passageira? Ou sussurando que o que vale é o sopro do Eterno anunciando o vento da esfera de um tempo que não terá fim que está por vir.

Num breve pensamento
Andre Luiz

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Impuro coração

Davi, Rei de Israel, orou a Deus dizendo: Cria em mim um coração puro oh Deus e renova em mim um espírito reto.

Quando clama pela criação de um coração puro, indica-nos que ele, o grande rei, não tinha um coração puro.

Pensando bem, não era só o Rei Davi, que não tinha um coração puro. Acho que nenhum de nós tem! Nos escandalizamos ao perceber isso NOS OUTROS, mas esquecemos que existe outra categoria contemplada: NÓS.

Quando roga a Deus por renovo de um espírito recto, aponta para algo que ele apenas perdeu, mas queria de volta. Podemos ter uma natureza que nos encaminhe para o erro, mas podemos ter um espírito em nós que nos endireite. Viver, deve ser explorar essa possibilidade em detrimento daquela impossibilidade.

Não cobre de ninguém um: CORAÇÃO PURO, nem mesmo de você. Fazer isso é encomendar angústia e frustração para o domicílio chamado alma.

A grande motivação de um dia, de um novo ano, de toda uma vida, deverá ser a possibilidade tremenda de nos arrependermos do que fizemos de errado e recomeçarmos. Precisa estar em nós como o desafio de uma criança teimosa, que não cede enquanto não consegue o que quer. Nossa vida precisa ser um caminho de volta para O CAMINHO.

É necessário relativizar o coração impuro, mas ABSOLUTIZAR o retorno ao espírito recto. Não termos um coração puro, não é desculpa pra não ter um espírito reto. A vontade de caminhar para o impuro não deve constituir uma regra para não caminhar rectamente. 

Hoje é o tempo exacto para recuperarmos o que foi perdido pelos nossos desencontros na vida. Não é tempo de chorar angustiado diante do leite derramado, mas levantar a bandeira do renovo, do reencontro, do perdão, da reconciliação, das novas oportunidades, porém sem nunca esquecer a nossa condição de coração impuro e dependente Dele, que é o único na História da Eternidade que tem o coração puro. 

Um coração impuro
Com a nobre chance
De um Espírito Recto
André Luiz

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

A Fé

Na epístola aos Hebreus encontramos a Fé em destaque com a seguinte definição: É a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não vêem. Muito embora encontremos muitas definições disponíveis, essa definição supracitada, é a única que a Bíblia fornece.

Na galeria da Fé descrita no capítulo 11 de Hebreus vemos verdadeiras histórias de sucesso. E como atributo daquele que a tem, destacamos o entendimento de que todas as coisas foram criadas pela Palavra de Deus e passamos a enxergar o invisível. Uma verdadeira lição de criatividade, de antecipação do que não é e de uma visão pra lá das circunstâncias.

Em Abel, uma fé que justifica, que testemunha, que aprova.

Com Enoque, uma fé que vê a Deus, uma fé que nos tira do alvo dos homens.

Em Noé, aprendemos sobre uma fé intuitiva, que prevê e se prepara para o futuro, uma fé que avisa.

Em Abraão, uma fé que indica o caminho, que ultrapassa barreiras, que alcança a promessa, que recebe a multiplicação, que transpõe circunstâncias.

Em Isaque, a transmissão de uma herança.

Em Jacó, uma fé que abençoa mesmo no leito da morte.

Em José, autoridade, unção para profetizar.

Com Moisés aprendemos sobre uma fé que fomenta coragem, uma fé que recusa o engano, que dá preferência à santidade, que nos enriquece em Cristo, que contempla o galardão, que nos enche de perseverança, que até ao mar atravessa.

Em Josué, uma fé que rui muralhas.

Em Raabe, uma fé que nos poupa, nos livra.



Nessa Fé
Andre Luiz 











E nessa tremenda e poderosa galeria compreendemos o verso seis do capítulo que declara que sem fé é impossível agradar-lhe e que Ele é galardoador dos que o buscam.

A fé nos torna seres humanos dos quais o mundo que jaz no maligno não é digno.

A fé aspira uma pátria superior - CELESTIAL

Ressuscita como ao filho da sunamita, fecha a boca dos leões com Daniel, estando na prova não retém, antes dá como Abraão o seu único filho não negou.

A fé fez o povo de Israel, subjulgar reinos, colocar em fuga exércitos estrangeiros, obterem promessas, serem poderosos em guerra, escapar da espada do inimigo e da fraqueza tirarem força.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Às Sete Igrejas do Apocalipse

As cartas às Igrejas no Apocalipse nos deixam sete mensagens principais. Sete conselhos para agradarmos ao Senhor. Em Éfeso somos aconselhados a um constante arrependimento seguido de um retorno ao primeiro amor se lá não estivermos. Esse retorno precisa ser diário já que a nossa tendência é a de nos afastarmos dele.Não é papo apenas para quem está afastado. Em Esmirna identificamos que a Igreja que agrada à Deus é sofrida e provada mas não sucumbe à provação.O templo pode não ser o mais suntuoso e as pessoas não tem que ser cheias de posses e possessas pela teologia da prosperidade (aguilhoada neles!) O Pai aprova suas atitudes, são ricos em Deus, caminham rumo à coroa incorruptível. Pérgamo mostra o perigo de certos "casamentos" uniões com um mundo que dilui a mensagem, altera o sabor, mistura o que precisa ser puro, querem ser globais, querem ser mundiais até mesmo universais, mas não querem ser só de Cristo, querem ser noiva mas não querem ser imaculadas, com essas Ele não vai casar, não tem óleo na candeia, não enxergam o olhar de reprovação do noivo diante de tanta confusão que praticam ao tentar construir babel, não tem fundamento Nele que é Pedra Angular. Em Pérgamo assistimos uma Igreja que dá as mãos para o diabo em troca de audiência achando que está fazendo um favor para o Evangelho. Em Tiatira somos advertidos contra os maus ensinos, eu vos pergunto: Por quê sair da Palavra?. Em Sardes uns poucos dela não se contaminaram, portanto não se deixe levar pela maioria ela pode estar contaminada, não queremos ser maioria sem ser de Jesus primeiro. Não há como ser Brasil evangélico sem Evangelho. Em Filadélfia Ele mostra o que Ele gosta numa Igreja: A Sua Palavra guardado no coração e manifesta em atitudes somada a um amor intranhável entre os irmãos. E em Laodicéia vemos o que ele mais odeia: que sejamos mornos. Nosso auto-engano acha que morno é a temperatura ideal. Confundimos o que achamos que é equilibrado com apatia. Não nos esqueçamos: Ele sabe o que é morno, não adianta falar em línguas e achar que está quente e nem julgue que não pular é ser frio. Somos livre Nele. Ele sabe o que se passa lá dentro de nós.

Há que Igreja você pertence? Não estou perguntando se você é batista ou assembleiano. Estou me referindo a que postura você tem diante de Deus. Como se apresentará Naquele dia? Os comportamentos vistos nas sete igrejas do Apocalipse se repetem. Aonde você se encontra nisto tudo?

Com temor
André Luiz

  

O Hegemônico é subtil

Pontocomponto + alguma coisa, nos EUA apenas pontocom. T-Shirts com a mensagem 100% negro mas nunca escrito 100% branco.  Dois exemplos de que a maioria bem com quem manda não aparecem, não precisam tornarem-se evidentes pois já o são dentro de uma relação de poder. As minorias precisam sempre ficarem afirmando-se. Porém quem domina é o que é, sem precisar de afirmação de alguém. Pessoas desconhecidas têm FACEBOOK como uma ferramenta de visibilidade para o seu trabalho ou prestação de serviços, porém o hegemônico luta para não ter a sua privacidade invadida e sofre porque tudo o que faz é alvo da mídia. Um profissional desconhecido luta para que as pessoas contratem seus serviços, enquanto quem é conhecido não consegue atender a todos tornando assim os seus serviços muito valorizados. O artista desconhecido luta por qualquer espaço para mostrar sua arte enquanto que o João Gilberto esgota ingressos e lota casas de espetáculo em poucas horas de anúncio de um show seu e se dá o luxo de lá não aparecer. Analise o perfil de alguém famoso no TWITTER: muitos o seguem, mas ele mesmo segue a poucos. Lutamos para falar com pessoas que nunca vão querer falar com a gente. Batalhamos para entrar em lugares que nunca vão nos querer por lá. Todos visitam a Torre Eiffel antes mesmo de conhecerem todos os seus parentes distantes ou outros lugares do próprio país. O famoso se esconde o desconhecido faz de tudo para ser BBB. Todos compram o CD do Chico Buarque e dão de presente pra alguém mas do desconhecido todos baixam na internet.

Sendo assim, não posso servir à criatura. Preciso servir ao Criador. A soberania Dele ninguém questiona. Não apareceu concorrente em toda História do homem. Não querendo o lugar de rei nem na minha própria vida, sirvo a Ele sem discussão.

Andre Luiz

domingo, 11 de dezembro de 2011

Tempos Eternos e Tempos Devidos

" na esperança da vida eterna que o Deus que não pode mentir prometeu, antes dos tempos eternos, e em tempos devidos, manifestou a sua palavra mediante a pregação que me foi confiada por mandato de Deus, nosso Salvador" Tito 1:2-3

Na saudação inicial do Apóstolo Paulo na sua carta à Tito, flagramos o uso de duas categorias de análise: Tempos Eternos e Tempos devidos. Pegando emprestado esses dois "tempos" podemos reflectir um pouco sobre como Deus trabalha enquanto soberano de todas as coisas.

Existem muitas coisas sobre as quais pensamos, esquecendo que Deus já pensou-as antes de nós, em seus tempos eternos. Muitos assuntos já estão tratados, até mesmo resolvidos, entretanto só tomamos conhecimento, nos seus tempos devidos. Podemos deitar fora a ansiedade, porque na verdade só o tempo devido nos cabe, o tempo eterno é com Ele. A paz é inquilina dos amigos de Deus, porque estes já sabem que o Senhor de suas vidas já tratou de tudo, e melhor do que se fossem eles a tratar. Ficando reservado apenas a nossa posse de tais coisas nos seus tempos devidos. Eu posso tudo, mas não devo fazer tudo que posso. O tempo devido traz-nos luz sobre o que o Eterno pensa nos seus tempos eternos. Essa verdade soberana de Deus deve poupar-nos tempo. Se pararmos para pensar, já temos muito o que fazer quanto aos tempos devidos, de maneira que não precisamos ponderar Seus tempos eternos. Fiquemos com o que nos é devido, e assim poderemos viver o que é eterno.

Vivendo os tempos eternos
Nos tempos devidos
Andre Luiz

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Combati o bom combate

"Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé" 2Tm 4:7

Existe algum combate que seja bom?

Num combate sempre há  feridos dos dois lados. Ainda que se ganhe, há desgaste para todo lado.

Existem aqueles que ainda não aperceberam-se que o mundo não é um parque de diversões, é um combate autêntico.

Quando Paulo fala que podemos combater o "bom" combate é porque na verdade existe a triste possibilidade de escolhermos "combates" que não valem a pena. Apesar de todo sofirmento ao longo da caminhada, a trajetória que Paulo percorreu valeu a pena! Prova disso, é que se não fosse pela bravura desse referido guerreiro, apenas os judeus conheceriam o Evangelho de Jesus.

A luta de Paulo em fazer "gentios" conhecerem o Evangelho, nem sempre é imitada. Esse é um combate que as vezes não escolhemos pois nos tira de nossa comodidade. Pra quê pregar pro vizinho, pro parente distante, porque fazer missões? Porque não ficamos por aqui e fazemos um convívio social apenas com os membros da igreja local?

Muitos de nós estamos sendo derrotados na vida por estarmos militando em batalhas que não são nossas, em combates sem nenhum valor real e eterno. Estamos muita das vezes perdendo vida, por algo que não traz vida.

Paulo morreu oferecendo sua própria vida por libação ao Senhor, mas o Evangelho que ele pregou chegou até nós, permaneceu, o combate foi vencido. Um combate fruto de uma vida de instrumentalidade nas mãos de Deus. O combate não foi para tornar-se rico, conhecido ou glorificado, mas o de ser pobre mas enriquecendo a muitos.

Qual é o combate que vc tem combatido? Ainda que você esteja supostamente vencendo, valerá a pena ao final?

Em combate
Andre Luiz

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

A Religião tira pedaços

 Disse um amigo meu, que se Jesus aparecesse hoje disfarçado seria: estreito demais para os liberais; aberto demais para os ortodoxos; equilibrado demais para os pentecostais; sensato demais para os neo-pentecostais; crente demais para os teólogos; inocente demais para os da política eclesiástica; simples demais para os "evangélicos da prosperidade"; e muito politicamente incorreto para os da diplomacia religiosa, os ecumênicos.

  A religião tira pedaços da verdade mas não se alimenta dela por inteiro. A verdade é Jesus, e Ele não cabe em sistemas, gavetas ou compartimentos religiosos. Nossa alma quer Jesus por inteiro, não se completa apenas de partes.
 Isso não é motivo para vc não congregar em lado nenhum. Existem pessoas que se aproveitam das limitações das igrejas para não se conectar a nada. Não é isso! Precisamos da igreja e não podemos nos restringir ao que vivemos nela. Precisamos ser crentes dentro e fora do templo. Ser crente com gente e não apenas com crente. Ser Jesus e não apenas pentecostal. Viver a Palavra mais do que ser teólogo. Ser simples sem ser pobre, ser rico sem precisar de dinheiro. Ser de Jesus e não apenas de nós mesmos.

 Em Jesus por inteiro
 Andre Luiz


terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Inimigo meu

  Minha carne e meu espírito moram juntos, porém, não se gostam. Durante toda uma existência não irão se separar, vão morrer lutando um contra o outro. Pior do que essa inimizade, é a forma como eu, que sou os dois, lido com isso.
   Minha carne diz que sim, o Espírito que habita em mim diz que não, contudo insisto em dizer, talvez.
   Minha carne precisa de alimento, meu espírito também, quanto ao primeiro, atendo com exagerada atenção, já o segundo, protelo.
   Minha carne suja-se e eu prontamente limpo, meu espírito suja-se e as vezes nem percebo, quem me lembra é o Espírito que habita em mim. 
   Minha carne quer distrair-me, meu espírito concentrar-se, e eu, enquanto tento concentrar-me, por    vezes me pego distraído. Miserável homem que sou (alguém já disse isso antes de mim).
   As incompatibilidades são intermináveis, não há hipótese de conciliá-los, basta! Quero a Graça, quero o favor que não mereço, quero em mim o Sangue que não tem preço, é muito alto, eu reconheço. Quero coragem pra lutar, vencer esse inimigo que quer me matar, quero o Amigo que morreu pra me salvar. Quero a paz,  e estou em guerra, vencer minha carne dizer: já era. Estou decidido, não diga que não. Quero mais e mais Nele, SALVAÇÃO.

 Desistindo da carne
 Andre Luiz

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Eu também faço esta oração

Filipenses 1:9-10

"E também faço esta oração: que o vosso amor aumente mais e mais em pleno conhecimento e toda a percepção, para aprovardes as cousas excelentes e serdes sinceros e inculpáveis para o dia de Cristo"

 A Bíblia é o livro do amor. A mensagem principal de Jesus é o amor. Aqueles que andaram com Jesus deram continuidade à exortação ao amor. O apóstolo Paulo trouxe a pedagogia desse amor, de uma maneira didática e principalmente prática, ele "combateu o bom combate" por amor a Cristo.
 Agora pensando nos filipenses dirige esta oração ao Senhor: "Que o vosso amor aumente". O amor é uma caminhada, o amor é passível de ser dilatado, com Cristo aprendemos a amar não somente de todo o coração, mas oramos ao Pai  para que esse amor aumente.
 Esse amor, pauta obrigatória da oração do Apóstolo, não é uma paixão passageira, não perde a razão, simplesmente a supera. Nós seres humanos podemos adquirir conhecimento, mas pleno conhecimento só temos em Jesus. É nesse Jesus que Paulo quer que aumentemos em amor.
 Em Jesus é que temos a percepção de quem nós somos, e que na verdade só somos Nele. Munidos de um amor disposto a aumentar, por um conhecimento que ninguém pode perscrutar (Ele é insondável), com uma percepção que não nos engana, chegamos a aprovação somente daquilo que é excelente. Esse é o nosso filtro. Não é uma presunção, é um revestimento que nos proporciona o percurso para o excelente, sabendo distinguir entre o que é relevante e o que não é. Sabendo o que realmente importa.
 Nos tornamos inculpáveis pela culpa que Cristo carregou por nós. É Graça, não vem de nós.

 Aumentando em amor
 Andre Luiz  

Engolir sapos

Significado: Ter de ouvir calado ou fazer algo contrariado.

Origem: A invasão de milhares de rãs, numa das pragas do Egipto. Os animais não apenas invadiam os ambientes - cozinhas, quartos, casas de banho - como também os pratos dos habitantes do reino. Daí a expressão - "Engolir sapos", ou seja, suportar situações desagradáveis sem qualquer manifestação.

Fonte: Saqueta de Café Nicola.

"Engolir" sapos é uma arte, filha da necessidade. "Engolimos" sapos pelos filhos, pela necessidade de manter um emprego, sempre que necessário. Suportamos temendo o insuportável.

Indo buscar a jumentinha

 No capítulo 11 do Evangelho de Marcos, jesus dá uma ordem aos seus disípulos: "Ide à aldeia que aí está diante de vós e, logo ao entrar, achareis preso um jumentinho, no qual ainda ninguém montou; desprendei-o e trazei-o. Se alguém vos perguntar: Por que fazeis isso? respondei: O Senhor precisa dele, e logo o mandará de volta para aqui.
 Parando para refletir não se tratava de uma ordem muito complicada de se cumprir: Jesus deu a eles todos os detalhes sem restar dúvida de como deveriam agir, na continuação do texto, tudo aconteceu como Jesus lhes ordenou o que garatiu-lhes o sucesso na empreitada.
  Pra que a nossa vida seja bem sucedida, só há uma voz a se ouvir: A voz de Jesus. Para ouvirmos os detalhes, precisamos estar perto Dele, diante das indagações que serão feitas pelo caminho, devemos responder como Ele nos ensinou. Não podemos perder tempo pensando no que temos que fazer da nossa vida, apenas cumprir o chamado que ele nos fez: Ide buscar a jumentinha. Era uma ordem sem nenhum sentido talvez os discípulos pensassem, entretanto quem estava falando era uma máquina de milagres, mudou a vida deles e respondeu as perguntas sobre as quais os corações deles nunca tinham alcançado resposta. Sendo assim, valia a pena obedecer.
  Jesus morreu por nós! Será que não podemos ao menos buscar a jumentinha? A verdade é que a nossa inclinação é para fazer o contrário. Sabemos que a ordem sobre a qual estamos a falar antecedeu a Sua Entrada Triunfal em Jerusalém. Jesus foi glorificado. O problema é que nós as vezes queremos que Jesus vá buscar a jumentinha dos nossos caprichos para que nós sejamos glorificados. Invertemos os papéis. Nossa vida poderia ser mais simples se nós ao invés de buscar a nossa glória, entregássemos a quem de direito.
 Qual é o significado da jumentinha na história? Não procure razões teológicas, busque a Jesus no dia de hoje para que você ouça da boca do Mestre todas as intruções para um dia de vitória.

 Indo buscar a jumentinha
 Meu mestre precisa ser glorificado
 Andre Luiz

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Não farás para ti imagem de escultura

 Dentre os dez mandamentos, fazendo apenas uma leitura rasa, com certeza não fazer imagem de escultura pra mim sempre foi o mandamento mais fácil de cumprir. "Nunca fiz" e "nunca senti vontade de fazer" uma imagem sequer. Entretanto, cheguei a uma conclusão perturbadora: Será que nunca tentei "materializar" a minha fé em Deus? Será que nunca julguei a Deus pelas coisas que materialmente Ele me concede ou não? Será que nunca fiz alguma análise humana tentando entender Deus a mente Dele?
 Esbarrei comigo mesmo tentando entender Deus do meu jeitinho humano e brasileiro. Me peguei fazendo imagens do invisível, esculpindo o insondável, tentando materializar o Eterno. 
 Não fazer imagem de escultura não é apenas uma restrição cultural-religiosa. É não fazer algo que sempre estamos tentando fazer: converter o eterno em material. Converter-se a Cristo é justamente o contrário. É se deixar moldar pelo Eterno, é se tornar em Jesus à imagem e à semelhança Dele. É afastar-se de abraçar do humano para viver Nele e por Ele abraçando-o por toda vida
  Não quero discutir religião. Meu pai já me ensinou a não fazê-lo desde criança. Quero amar mais a Jesus e me aprofundar na Sua Palavra. O conselho nos dez mandamentos não me leva à lei, não me leva a regras me leva a alguém chamado Jesus que não fez para Ele imagem de escultura antes cumprindo o plano Eterno que lhe fora proposto pelo Pai ao enviá-lo. Seguindo a Jesus, nenhum de nós flagar-se-á esculpindo nada que pereça, estaremos sempre caminhando numa aliança que ninguém pode quebrar, porque houve alguém que venceu a morte para estabelecer connosco um pacto. Um pacto foi feito à imagem e semelhança Dele.

 Moldado para Cristo
 André Luiz

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Errando o Alvo da vida

  Quando eu era criança, me disseram que pecar é errar o alvo. Guardei esse significado como quem guarda um documento importante. Entretanto, revirando minha caixa de definições, comecei a pensar: Porque erramos o alvo? O que leva alguém a errar algo que quer acertar?
  Erramos o alvo porque as vezes nem sabemos que ele existe, e ignoramos que a nossa vida é um tiro. Nossa vida é um tiro, sem alvo ela não faz sentido.
  Erramos o alvo porque estando no escuro não conseguimos enxergar o alvo. Sem a Luz não conseguimos enxergar o alvo, ainda que saibamos que ele exista.
  Erramos o alvo porque estabelecemos outros alvos que não o verdadeiro. Se não mirarmos o verdadeiro alvo, na mesma o erraremos.
  Podemos até errar o alvo porque estamos entorpecidos, tontos e não conseguimos centrar nele.
  Pecado não se limita a uma lista de coisas que podemos ou não fazer. Pecar é errar o alvo chamado Jesus. Ele é o alvo, fora Dele não há outro. Fomos feitos para seguir em direção a Ele.
 Ele existe e recompensa a quem o busca, Ele é a própria Luz, Nele não erramos o alvo da vida, Ele é a própria vida. Ele é único não existe outro caminho. Ele é o caminho, e não simplesmente uma opção.
 Sabe de uma coisa ?! Esse mundo entorpece, quer deixar a gente tonto para não acertarmos o Alvo. Santidade é a estratégia para estarmos sóbrios e conscientes do verdadeiro alvo que é Jesus.

  Prosseguindo para o Alvo
  Andre Luiz 
   

terça-feira, 15 de novembro de 2011

"Caindo" na Rede Macediana

 A televisão nos mostra muitas coisas sobre as quais não conhecemos. E pelo facto de não conhecermos previamente, "cremos" que depois de assistir algo na televisão, passamos a conhecer mais alguma coisa. Esse é o engano! Esquecemos, ou não percebemos que as pessoas na televisão estão maquiadas, ao vivo são por vezes muito diferentes do que vemos na telinha e que a televisão não tem o compromisso de ser verdade. Até porque ainda que fale a verdade a televisão só estará a serviço da "sua" verdade. Acho maravilhoso Jesus dizer que é a VERDADE, assim cessam todas as confusões que possam existir.

  Ficamos tristes, até mesmo perplexos quando assistimos uma reportagem que fala da gente sem falar o que somos. Imagino que isso aconteça também com outras pessoas ao verem outras reportagens que toquem a elas. Essa é a lição: tomarmos mais cuidado com a televisão, a linguagem televisa atende aos interesses de quem a propõe, não os nossos.

  Edir Macedo nunca disse que era evangélico, A Rede Record nunca atendeu aos interesses da Igreja Evangélica, o interesse da Igreja Universal nunca foi fazer carinho nos crentes. Ele não está errado não! Fez o que sempre fez, somos nós que não podemos "cair" nele.
 
  Somente quem cai, ou já tenha caído pode relatar sua própria experiência. Ninguém deve animar ninguém a cair ou desencorajar. Ninguém pode julgar ninguém. Ninguém pode basear-se pela televisão pra nada na vida. Quem quiser vir após Jesus que negue-se a si mesmo. Só Deus pode julgar quem vai além de uma simples emoção. Eu não saberia fazer essa conta. A sociedade é que julgue como nos levantamos em Jesus (caindo ou não).

  O Evangelho não precisa de defesa. E nem pode ser prevalecido quando atacado. Só precisamos vivê-lo caindo ou não, precisamos vivê-lo. Contra essas coisas não há lei.
 
   Esqueçam o Edir Macedo, desliguem a televisão quando não interessar, e vamos viver o Evangelho. Esse vale a pena e não decepciona Jamais.

   O importante é como Ele nos levanta.

    Andre Luiz

 

Meus três inimigos são:

 Meus três inimigos são: meu coração, o diabo e o perverso. Com cada um devo lidar de maneira diferente, mas sempre com a Palavra de Deus. São inimigos na mesma, mas devem ser vencidos com estratégias distintas.

  A Bíblia diz: " Enganoso é o coração, mais do que todas as cousas, e desesperadamente corrupto, quem o conhecerá? " JR 17:9

  Meu coraçãozinho tão bonitinho, é um enganador de primeira. No primeiro vacilo que eu possa dar, ele me trai dizendo ser meu melhor amigo. 

  A Bíblia diz: " Resisti ao diabo, e ele fugirá de vós" Tg 4:7b

  Quanto ao diabo, não o subestimemos! Mas basta resisti-lo, não na nossa própria força mas no Senhor, na Sua Palavra, fazendo menção do Nome que é sobre todo nome: Jesus.

  A Bíblia diz: " Eu porém, vos digo: Não resistais ao perverso; mas a qualquer que te feriu na face direita,  volta-lhe também a outra" Mt 5:39

  Não confundamos o diabo com o perverso! O primeiro basta resistir-lhe no Senhor e estará vencido, já o segundo não fugirá de vós. Devemos resistir à nossa vontade de conter o perverso, de reagir às suas ações. Só iremos vencê-lo se não fizermos o jogo dele, e nem o nosso. A nossa vontade é partir para cima, já que trata-se do perverso obrando perversidades, mas ainda assim não é confrontando diretamente que vamos vencer. É no combate contra o perverso que fortalecemos em nós virtudes como a paciência, o amor, o perdão, a fé, a esperança, gratidão... Lidando com o perverso tomando por base a Palavra, acedemos a uma verdadeira fonte de bênção e virtudes para nós. É lidando com o perverso que expressamos a exatidão do Evangelho em nós. Podemos falar de Jesus, pregar a Seu respeito mas é seguindo à pratica Dele que vamos viver o melhor do Evangelho em nós. Não há muito o que falar, todos nós lidamos com situações ou pessoas que não vão embora quando clamamos, todos nós lidamos com problemas que não serão resolvidos da noite para o dia, somente no exercício de Mt 5:39 é que serão vencidos. Se esse é o caminho da vitória, é por ele que desejo andar.

  Que o Senhor nos permita discernir e agir conforme a Sua Palavra nos dando a vitória sobre os nossos inimigos.

   Andre Luiz
 

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Fechar com Chave de Ouro

Significado: Remate feliz

Origem: Está relacionada às obras literárias, principalmente os sonetos. Chave de ouro, para o sonetista, é o último verso de um soneto, que dará sentido a todo o resto da composição.

Fonte: Saquetas de açúcar do café Nicola.

domingo, 23 de outubro de 2011

Deus não espera de nós aquilo que Ele não nos capacita a fazer" R.Joyner

 Quando pensamos que Deus pode esperar algo de nós, começamos a reflectir sobre a nossa vida. Como e por quem temos vivido, o que tem gerado as nossas acções na mente de Deus. É comum até mesmo pensarmos, pensarmos e pensarmos muito sobre o que é que Ele deseja de nós. Confesso que isso toma grande parte do meu tempo. Entretanto, existe um segredo a ser revelado: Ele só espera de nós o que Ele mesmo, nos capacita a fazer! Deus dotou-nos de grandes capacidades, algumas delas nem buscamos desenvolver, mas é certo: Ele nos deu com vistas em que usássemos para o fim pretendido por Ele em sua economia. Não é preciso ter bola de cristal para saber o que temos que fazer na nossa vida para cumprirmos a nossa missão ou termos realização,  basta nos aplicarmos naquilo que Ele nos capacitou. Precisamos ir fundo naquilo que já temos e pela fé somos ao invés de sermos um sub-produto falido da insanidade mercadológica que faz o mundo adoecido. Fomos planeados para SER em detrimento do TER. Quem tem nem sempre é, mas quem é constrói a única ponte para a verdadeira prosperidade.

Em quem somos chamados
Andre Luiz 

terça-feira, 9 de agosto de 2011

O Telefone do Céu

 Quando era criança (e até hoje) adorava cantar:  O telefone do céu, é a oração... Creio que o telefone do céu continua sendo a oração. Costumo dizer que o Espírito Santo não se "moderniza" pois é sempre atual. Mas já os seres humanos de lá pra cá inventaram inúmeras formas de comunicação, com a tecnologia se tornou muito mais fácil se comunicar, entretanto, o ser humano se comunica cada vez menos e pior. As ligações para o céu estão truncadas para maioria dos humanos - uma verdadeira Torre de Babel. Deus sempre ouve, o problema é que o homem não liga, diz não saber ligar, ou tenta ligar desprezando o meio pelo qual Ele estabeleceu. 
  É fácil explicar para uma criança que o telefone do céu é a oração, difícil é convencer um adulto! Talvez hoje os adultos já usaram: o facebook, o twitter, o orkut, IPOD, IPHONE, telemóvel 3G, e outras parafernálias afins, mas não usaram o TELEFONE DO CÉU.

  Ligue agora: Nunca dá fora de área!
  Andre Luiz

quinta-feira, 21 de julho de 2011

A dose faz o veneno

  Muita gente perturba-se a pensar no que é certo ou errado. Pensamos no que é certo ou errado, como se o certo e o errado tivessem uma medida "certa". Facebook é bom ou mal? Televisão é boa ou má? Fazer um curso de Teologia é bom ou mau?
  O que esquecemos é que A DOSE FAZ O VENENO. Poder ou não poder, ser bom ou não ser depende de como fazemos as coisas. O equilíbrio é uma chave mestra para abrir a porta da sabedoria. Outro engano é fazermos comparações tipo: Se fulano pode eu também posso, ele faz e nada acontece então também devo fazer. Não somos iguais, apesar de termos uma origem em comum. Sendo assim, precisamos experimentar a vida tomando por base nós mesmos e buscando a semelhança com o Criador, sem esquecer do exemplo prático de Jesus. Como posso dizer se o Facebook é bom ou mau, sem saber como você vai usá-lo. O meu amigo Espírito Santo é ótimo para responder essas perguntas.
  Não podemos perder tempo julgando o que é certo ou errado nos outros ou em nós. O Espírito Santo faz esse papel melhor do que nós. Se tivéssemos que dar um tiro num alvo e surgisse um profissional ao nosso lado e só tivéssemos munição para um disparo, qual seria a decisão mais acertada a fazer.
  Evite discussões, evite contendas entre irmãos. Prefira a plataforma de paz que o Espírito Santo cria para que os nossos passos sejam firmes no Senhor.
  Se a dose faz o veneno, preciso rever meus conceitos e começar a medir minhas atitudes. Talvez Deus espere mais de mim em algumas áreas em que eu possa dar mais, talvez eu tenha que podar algumas atitudes, talvez eu tenha que ser mais flexível no trato com as pessoas e por aí vamos...
 
  Obs: Só não esqueçamos uma coisa: PECADO é pecado em qualquer dose! Tenha calma o Espírito Santo te explica isso melhor, busque por Ele.

   André Luiz

sábado, 16 de julho de 2011

 Uma pequena fé levará tua alma ao céu, uma grande fé trará o céu para a sua alma.

Charles Spurgeon

terça-feira, 12 de julho de 2011

É de se tirar o chapéu!

Significado: É muito bom.

Origem: Foi com o Rei Luís XIV, que a França disciplinou as saudações com o chapéu. Os cumprimentos poderiam ser feitos de várias maneiras, dependendo da importância social de quem era saudado. O rei ordenava que o chapéu só fosse tirado em ocasiões especiais. Assim, os portugueses que troxeram a novidade, viviam perguntando se a ocasião era "de tirar o chapéu"

Fonte: Saqueta de açúcar do café Nicola

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Negócio da China

Significado: Grande oportunidade de negócio para uma das partes.

Origem: No séc.XIX, a Inglaterra dominou o comércio de ópio na China. Após a Guerra do Ópio, ganharam a concessão de Hong Kong. Tinham assim no território chinês uma ponta de lança permanente do Império Britânico. Com a revolução chinesa o "negócio da china" passou a designar toda e qualquer relação comercial proveitosa apenas para uma das partes.

Fonte: saquetas de açúcar do café Nicola.
O homem que entende os princípios pode escolher à vontade os seus métodos.

Ralph Waldo Emerson

domingo, 10 de julho de 2011

Os doze passos

  Outro dia desses lembrei-me de pesquisar sobre OS DOZE PASSOS. Já tinha ouvido falar, porém nunca tinha lido exatamente o que eram. O programa dos doze passos é uma estratégia central da grande maioria dos grupos de autoajuda para o tratamento de dependências químicas ou compulsões.
  Sempre associei o programa dos doze passos (mesmo sem saber exactamente o que era), a pessoas com problemas com álcool ou drogas. E é essa associação que a maior parte das pessoas fazem. Entretanto, percebi ao ler quais são os tais doze passos, que tratam-se de medidas simples, mas eficazes no tratamento de qualquer um dos nossos defeitos.
  Chamamos de coitado, ou temos aquele sentimento de pena pelas pessoas que estão com problemas ou estão perto de alguém com o problema do alcolismo por exemplo, mas esquecemos que nós temos as nossas compulsões e dependências também. Se em menor proporção em termos de prejuizo ou do ponto de vista social, não importa. Somos carentes de tratamento. 
  O primeiro passo do programa supracitado é: admitir a impotência diante de tal dependência (seja ela qual for). Já neste primeiro passo vejo a habilidade que temos de saltar a confissão preferindo justificar nossas fraquezas. Coisas do tipo: Me alimento mal porque não tenho tempo para comer como deveria. Não digo eu te amo para minha mulher porque não gosto de falar e sim agir. Se pararmos para reflectir veremos a gigantesca capacidade humana de justificar ao invés de confessar. 
  Grande parte do conteúdo dos doze passos pretende fazer-nos identificar nossas fraquezas ao invés de tratarmos como se fossem traços naturais e não passíveis de serem alterados em nosso carácter. 
  Outra grande ferramenta presente no programa é submeter a Deus tais fraquezas, tratá-las e por fim transmití-las para benefício de outras pessoas.
  Leia os doze passos, verifique em que você pode encaixá-los para mudança na sua vida. Posso dizer que o que motiva-me a escrever é a certeza de que reconhecendo minhas fraquezas posso fortalecer a outros. Confessando minhas compulsões e dependências possa animar outros para mergulharem no programa. 

  Naquele em quem firmamos os nossos passos
  Andre Luiz 

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Olha o passarinho!

Significado: Frase que serve para chamar a atenção.

Origem:  No século XIX, levava-se muito tempo para tirar uma fotografia. As crianças, em especial, inquietavam-se com o demorado disparo. Como solução, muitos fotógrafos colocavam gaiolas com pássaros em frente aos retratados. No momento exacto, todos olhavam o passarinho e a câmara captava o instante.

Fonte: Saqueta de açúcar café Nicola.

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Para Inglês Ver

 Significado: designa qualquer outra coisa feita apenas para preservar as aparências, sem que efectivamente ocorra.

 Origem: Por volta de 1830, a Inglaterra exigiu que o Brasil aprovasse leis que impedissem o tráfico de escravos. No entanto, todos sabiam que essas leis não seriam cumpridas, assim, essas leis eram criadas apenas "pra inglês ver".

 Fonte: Saqueta de açúcar do café Nicola.

sábado, 2 de julho de 2011

Meter a mão no fogo

 Significado: Jurar pela inocência de alguém.

 Origem: A expressão tem origem na prova de fogo, durante a Idade Média, para saber se o acusado dizia ou não a verdade. Quem alegava inocência, submetia-se segurar uma barra de ferro em brasas e a caminhar com ela na mão. Existia a crença de que, se fosse inocente, Deus curava as queimaduras em três dias.

  Fonte: Saquetas de açúcar café Nicola.

terça-feira, 21 de junho de 2011

domingo, 12 de junho de 2011

Assentar a Carapuça

Significado: Sentir-se ofendido ou identificado com alguma situação.

Origem: Por altura da Inquisição, durante a idade Média, os judeus eram obrigados a usar um chapéu bicudo, para que pudessem ser distinguidos dos cristãos.

Fonte: Saqueta de açúcar do café Nicola.

sábado, 4 de junho de 2011

Pior cego é aquele que não quer ver

Significado: Aquele que se nega a ver a verdade.

Origem: Em 1647, o Dr.Vicent P.D`Argenrt fez o primeiro transplante de córnea. Foi um sucesso da medicina da época, menos para o paciente, que assim que passou a ver ficou horrorizado com o mundo que via. Pediu ao cirurgião que lhe arrancasse os olhos. No tribunal ganhou a causa, e entrou para a história como o cego que não quis ver.

Fonte: Saqueta de açúcar do café Nicola.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Quer crédito? Dê garantias!

   A lógica do crédito funciona com base na constituição de garantias. Se temos garantias, logo temos crédito. É assim que funciona. Todos nós queremos crédito, mas nem sempre temos garantias que comportem o tamanho do crédito que almejamos.
  Queremos crédito para comprar a casa, queremos que nos dêem crédito em nossas palavras, idéias, relacionamentos. É o crédito que temos no que fazemos que nos constrói. 
  Vivemos num mundo de muita ansiedade, preocupação e frustração. Isso se dá devido a relação crédito-garantias não estar equilibrada. Para viver a vida que queres, quais são as garantias que você têm apresentado? 
  Precisamos viver uma vida a construir garantias e não ansiosos pelo crédito que não temos. Se Deus hoje pedir a tua alma, tens a garantia que a tua alma pertence a Ele? Se hoje pedires algo a Deus, tens a certeza que tens as garantias necessárias para receber aquilo que desejas? Se queres amizade, amor e compreensão o que tens dado como garantia ?
  Temos que apresentar estrutura para termos o que queremos. Lembro do meu pai me dar um video-game que eu disse que queria e ele disse-me na altura: Você logo logo vai deixar isso de lado! Não aconteceu outra coisa senão aquilo que ele previu. Já meu violão foi diferente! Ele disse: É isso que você quer? Eu disse que sim e jamais imaginei que seria por toda vida.
  Não basta ser insistente, precisamos ser consistentes! Quem insiste só pensa no que quer, esquecendo-se do quanto está disposto a dar para receber. Apresente os documentos necessários para Deus conceder os créditos na vida de que você necessita. Não é preciso furar a fila, quem tem tudo em dia sempre chega na frente.
 
  Naquele que tem crédito porque nos deu Seu Filho como garantia!
  Andre Luiz 



quarta-feira, 4 de maio de 2011

Reinventar-se

  Reinventar-se! Eis a palavra de ordem! Por quê não aproveitamos a crise para nos reinventarmos construindo uma sociedade melhor?

  O que há de novo em dizer que as coisas andam mal? Precisamos nos reinventar. O consumismo ditou quem nós somos e nós aceitamos como criados ensinados. Agora estamos a chorar para pagar a fatura. É como alguém que come em um restaurante pedindo o que quer e se assusta quando vem a conta. Não seria melhor saber o preço das coisas antes de consumí-las. Mas.. Chega! Vamos mudar de assunto. A onda agora é reinventar. É isto que está a dar. Até rima.
  Sabe aquele colega que rouba canetas na empresa? É ele mesmo. Ele não pode continuar a fazer isso pois alguém está a pagar por isso. Sabe aquele carro dos seus sonhos? Esqueça você não precisa dele, você precisa é aprender a sonhar. Sabe aquela roupa que você ganhou e não usou? Corra e deite em contentor apropriado, deve ter um ao pé da sua casa. Alguém vai usar aquela roupa e não vai passar frio. Não gosta de congelar comida e ter que aquecer no dia seguinte? Deixe de ser fresco, levante as mãos para o céu por ter comida que possa ser congelada e consumida amanhã. Ah já sei! Tens vergonha de levar comida para o trabalho? Tenha vergonha é das dívidas que você contraiu por conta do seu consumismo. Nunca andou de transportes? Pois ande e ceda o seu lugar a alguém mais velho que você. Nunca falou com o seu vizinho? Fale hoje! Você não sabe o dia de amanhã.
  É impossível ficar indiferente a tudo que está acontecendo. Para além da crise financeira e política existe uma crise de identidade, à medida que o seres humanos comportam-se como animais. Basta observar o stress do trânsito, o mal humor quando você é atendido na maior parte das vezes. São feitas tantas exigências para um indivíduo trabalhar em uma empresa, mas nós não vemos esse grau de exigência reflectir-se em qualidade no atendimento. A crise abala as finanças, contudo deveria era abalar a nossa consciência. O que estamos a fazer agora, por uma sociedade melhor? Assistindo as notícias e jogando no Euromilhões?
  Para a sociedade melhor temos que copiar a Islândia que fez bom proveito da crise, melhorando a sociedade. Basta ler a edição 947 da revista Visão. Inspire-se e reinvente-se. Quem rouba tem que ser julgado, quem não tem não compre, quem deve renegocie, quem pode ajudar ajude, quem não produz não importe, quem tem família não se prostitua, quem é jovem não se drogue, quem está sentado levante, quem está de pé cuide para não cair. Desligue um pouco a televisão. Vá ler e tenha um grande idéia e não me venha sonhar com férias no Brasil.

André Luiz

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Viver bem é viver uma páscoa por dia!

  A páscoa celebra a saída do povo de Israel do Egito e a morte e ressureição do Senhor Jesus. E para sua vida? Celebra o fim da escravidão do quê? Celebra que tipo de liberdade? O que morreu? O que ressurgiu?

  Viver bem é viver uma páscoa por dia! Páscoa é passagem! É deixar de ser escravo desse mundo e ser livre em Jesus, e morrer para o pecado e ressurgir através da vida que Ele nos dá.

  A saída física de Israel do Egito custou a acontecer, mas houve uma data exata em que se deu, porém o Egito sair de Israel para alguns sequer aconteceu. Na nossa vida com Deus também funciona assim, saímos do mundo, aceitamos a Jesus, atendemos o apelo à salvação. Entretanto, não é da noite para o dia que o mundo sai de nós.

  A nossa saída do Egito acontece quando celebramos dia após dia uma "páscoa". Uma "passagem" que nos leva a sair de uma margem para outra (a de Jesus). Jesus pagou-nos a "passagem" e é o próprio caminho para saída do Egito da vida. Quanto mais "páscoas", mais perto Dele chegamos!

  Que tal celebrarmos uma páscoa por dia?

   André Luiz

terça-feira, 12 de abril de 2011

Entristecidos, mas sempre alegres!

 "entristecidos, mas sempre alegres; pobres, mas enriquecendo a muitos; nada tendo, mas possuindo tudo".

  II Cr 6:10

  A Palavra de Deus é mesmo loucura para os que se perdem! Como estar sempre alegre, se entristecido? Como enriquecer a muitos, sendo pobre? Como possuir sem ter?
  No verso acima, Paulo mostra-nos a sua conduta diante do ministério. E com certeza, independentemente de termos um ministério como Paulo teve, quem tenha olhos para ver, enxerga a conduta do apóstolo, como uma conduta ideal de vida. 
  É nosso costume justificar a nossa falta de alegria, considerando as tristezas que nos causam, temos por hábito declarar que se tivéssemos mais dinheiro ajudávamos mais as pessoas e por fim só conseguimos fazer conta do que "temos" pensando no carro,casa ou conta que temos ou não.
  A proposta que o apóstolo me faz é garantir minha alegria no Senhor que não muda, que não trai a nossa confiança, é enriquecer a muitos como prioridade e não com o que sobra de nós, é possuir aquilo que só se contabiliza no Reino em que pobres são muito ricos e que ricos por vezes nem entram!
  Se existe a possibilidade de testar se alguém tem uma conduta idônea de vida ou ministério é submetê-lo ao teste paulino: alegria na tristeza, riqueza na pobreza e ter a posse do incontabilizável na Terra.
  Sua prosperidade não depende do quanto você tem em dinheiro. Depende de até onde você é sem dinheiro. Sua felicidade não depende da quantidade de eventos felizes que você tem, mas do nível de felicidade apresentado em meio a tristeza sofrida ao longo da vida.
  Antes de tentar enriquecer, pergunte-se a quantos você enriqueceu hoje!

  Nada tendo
  Andre Luiz

sexta-feira, 1 de abril de 2011

O Tempo e a sua "Relatividade"

    Certa vez Einstein respondeu a uma pergunta sobre a sua teoria da relatividade dizendo:
-> Explicar a Teoria da Relatividade é fácil: uma hora com a pessoa que amamos passa como um minuto, um minuto sentado num formigueiro é como uma hora!
 
   Achei genial e comecei a pensar uma série de combinações em que "tropeçamos" novamente nessa tal relatividade do tempo.
   
    Uma hora de aula com o professor que gostamos parece que passa num breve instante, enquanto que um breve instante na companhia de uma pessoa "chata" parece uma eternidade.
    Uma hora de sono no sofá enquanto passa o Sílvio Santos na TV parece um minuto apenas, já um minuto assistindo o Faustão parecem muitas horas enfadonhas (ô loco meu).
    Uma hora de oração ao Nosso Deus parece um minutinho na Sua Eternidade, enquanto que um minuto de pecado (quando não dominamos a língua por exemplo) levam horas de dor na consciência.
    Uma hora de trânsito após receber a notícia de aprovação no vestibular não custa a passar, se estivermos atrasados para um compromisso importante parece durar todo tempo do mundo.
    Um minuto enquanto esperamos a pessoa amada dizer que aceita casar conosco parece uma eternidade e pra acabar por hoje: UM MINUTO NA CRUZ DA VIDA CLAMANDO: LEMBRA-TE DE MIM QUANDO ESTIVERES NO PARAÍSO VALE TODA UMA ETERNIDADE!   
 
    André Luiz 

terça-feira, 29 de março de 2011

Editando o texto da vida

  Na vida existem aqueles que não sabem ler e nem escrever a história de suas vidas, existem aqueles que escrevem e nem preocupam-se em ler o que escreveram sobre si próprios e há aqueles que para além de saberem ler e escrever, "editam" o texto de suas vidas sempre que necessário.
  Há pessoas que sequer prestam atenção na vida que levam, outros vivem e não se arrependem de nada que fizeram dizendo: Eu nasci assim, eu cresci assim... Entretanto viver "assim" só é bonito nas novelas da TV Globo.
  Depois que eu conheci a Jesus, comecei a ter a cara de pau de não aceitar quem eu sou para buscar ser como Ele é! Sei que não gosto de perdoar a quem me faz mal, mas sei que o texto da vida não fica correto se eu não perdoar como Ele perdoa. Já reparou que você não fala como escreve? Podemos até falar de determinada forma, contudo, na hora de escrever tomamos o cuidado de acertar nas palavras. Muitos são prolixos na hora de escrever, tentando passar uma imagem daquilo que não são, dificultando a comunicação para terem o status de "culto". Com Jesus a gente aprende a ser simples e ao mesmo tempo falar ao coração. Com Ele, deixamos as palavras "vis" e agarramos as palavram que edificam nossas almas. Antes de Jesus, a vida do homem era escrever e não poder corrigir e ser julgado e condenado pelo que escreveu. Com Ele, a vida torna-se um constante "editar" na busca de escrever a nossa história de vida com a "mente" Dele.
  Se você disser que não sabe escrever: Ele ensina! Se você disser que não sabe editar: Ele vem ao teu encontro e sopra o entendimento que está vedado ao mundo, mas é revelado aos que o amam.
  Assim como um editor de textos que não dominamos metade das funções e aplicações, a vida com Jesus permite inúmeros "facilitadores" que desconhecemos até buscarmos fervorosamente a Ele. Não fiquemos como a maior parte das pessoas que sabem o "básico" de Jesus e sofrem por não conhecê-lo melhor. O melhor "editor de textos" da vida é o fabricado pelo autor dela! O "aplicativo" você já tem dentro de você, se não tem, pode "baixá-lo" gratuitamente apesar Dele ter pago um alto preço, basta agora vivê-lo intensamente, desfrutando-o na sua plenitude. Nunca saberemos tudo, mas sempre mais um pouco até o dia em que o texto da nossa vida será: Viver com Ele eternamente na glória!

Andre Luiz



quarta-feira, 23 de março de 2011

"Hoje é sempre o dia de fazer o melhor que pudermos. Amanhã, invariavelmente é o dia do resultado de nossas próprias ações"

André Luiz

terça-feira, 22 de março de 2011

segunda-feira, 21 de março de 2011

Copiar e Colar

  Um dia desses me peguei a pensar o quanto “copiar” e “colar” revolucionou a nossa vida. Voltei no tempo e lembrei de ver meu pai “bater” numa máquina de escrever em que não se podia errar, pois quando isso acontecia não havia muito o que fazer, me lembrei de tentar fazer igual a ele que chegou a dar “350 toques por minuto” (uma autêntica máquina a bater) e machucar os dedos porque havia buracos entre as teclas que faziam sofrer os iniciantes. Quanta coisa mudou! Enquanto estou a confeccionar este texto quantas vezes vou pra frente pra trás dando “backspace” quando erro. Quantas vezes acho que está mal “seleciono” e “deleto” tudo e ponho-me a fazer tudo novamente. Isso sem dizer que quando faço uma tremenda besteira no texto porque apertei o botão errado, vou sem estresse ao “desfazer” e ufa! Tudo no lugar outra vez! Quantas opções! Quantas idéias! Pra não dizer do “copiar” e “colar” em produção musical por exemplo, o que seria dos músicos se não pudessem copiar e colar, aproveitando uma coisinha aqui outra ali fazendo uma verdadeira obra de arte!
  Cheguei a conclusão que deveríamos fazer isso na vida também! Que tal “deletarmos” da nossa mente aquela palavra negativa que recebemos? Que tal “copiarmos” e “colarmos” as boas atitudes que vemos nas pessoas? Por que não refletirmos na nossa vida o que está mal “selecionarmos” e então “deletarmos” e escrevermos uma nova história para nós? Por quê não "revisarmos" o que vamos falar medindo as consequências? Por quê não pensar antes de dar "enter"? Não é preciso machucar o dedo entre as “teclas” da vida, a vida é um excelente “editor de texto” só é preciso saber como mexer. Mas quem será que vai nos ensinar? Conheço uma pessoa que é mesmo boa nisso: O NAZARENO!
Aquele que morreu na cruz e ressurgiu ao terceiro dia tá lembrado?

Copiando e Colando
Andre Luiz

sábado, 19 de março de 2011

"O maior prazer da vida consiste em fazer aquilo que os outros dizem que não se consegue fazer"

Walter Bagehot

terça-feira, 15 de março de 2011

"Os tsunamis da vida"

  De algum modo me sinto poupado por não ter sido o meu país a ter sofrido uma catástrofe como no Japão. Porém fico a pensar: Estou seguro? Somos por acaso melhores que o povo japonês? É característico da nação do sol nascente a organização, a disciplina, o trabalho. Entretanto, não foi possível conter a fúria do tsunami.
  Com tudo isso passo a refletir que não estamos seguros em nós mesmos. Gosto da organização, da disciplina, de cumprir prazos, metas. Porém por vezes na vida somos arrastados por "tsunamis" e com isso são abaladas nossas estruturas. Talvez sejamos daquelas pessoas que dizem mal dos vizinhos, profetizando que nunca nos sucederá o que sucede a eles, talvez achamos que só os filhos dos outros tem defeitos, só a nossa religião é a que Deus se agrada, a nossa cultura é a que vale, e seguimos na estrada da arrogância sem saber que os "tsunamis da vida" se aproximam.
  Hoje nações do mundo inteiro estão a mandar ajuda pra quem nem sempre precisou (3ª potência mundial). Talvez sejamos daquelas pessoas que nunca precisou de uma carona (BR), boléia (PT), porque temos o nosso carro novo na garagem, talvez daquela que nem saiba o que é uma cesta básica porque dois carrinhos de compras não chegam para um mês. Sem saber que por vezes a vida nos prega partidas das quais nos tornamos reféns e passamos ao status de depender das pessoas.
  Não é conversa de vendedor de seguro de vida, mas é preciso pensar na segurança da nossa alma. Não é possível que diante de tudo aquilo que vemos, vamos continuar na inércia do conto ligeiro que é a vida humana. Os tsunamis da vida podem levar casas, carros, até a vida. Mas para onde irá a tua alma? Tudo o que o ser humano deseja é ser auto-suficiente e não depender de ninguém, mas aquilo que Deus quer é que amemos uns aos outros. Será que alguém que não ame seu irmão, ama a Deus ou sabe quem Ele é (amor)?
  Fiquemos com Aquele que guarda a nossa alma dos "tsunamis da vida" e que aprendamos a ser solidários com todos aqueles que como nós podem ser abalados por catástrofes. Lembremos que existe muita gente a sofrer: a perda de filhos (será que existe maior catástrofe que essa), perda de saúde e outros terremotos que por aí andam.
 
   Seguro Nele
   Andre Luiz
 

domingo, 13 de março de 2011

Pago à vista! Na "embalagem" Dele

 Um jovem se preparava para a formatura, sabendo que seu pai podia lhe dar um bom presente disse: um carro era tudo que eu queria. Na manhã de sua formatura o pai o chamou e disse-lhe que estava muito orgulhoso de ter um filho como ele, o quanto o amava e lhe entregou uma caixa. Curioso o jovem abriu e encontrou uma bíblia e murmurou dizendo: com todo seu dinheiro você me dá uma bíblia? E saiu da casa, passados muitos anos o jovem lembrou do seu pai e resolveu vê-lo. Foi então que teve a notícia que ele havia morrido, com grande arrependimento e dor começou a olhar as coisas do pai, quando encontrou a tal  bíblia, e enquando virava folheava-a encontrou a chave de um carro com a etiqueta de uma concessionária  datando o dia da sua formatura, escrito: PAGO À VISTA!!!

  Muitos deixam a presença do Pai, frustrados por não terem o queriam com a "embalagem" que desejavam, sofrem a dor de um mundo orfão de amor, escuro, onde não se dissipam nossos queixumes e por vezes numa última gota de esperança vamos procurar pela luz e ela já se apagou dentro de nós, o Pai ainda vive na sua vida ? Até quando vamos retardar nossas bençãos por não reconhecermos que atrás das nuvens está o sol ? Até quando vamos desconfiar do único em quem podemos confiar ? Ele paga à vista, mas se "esconde" na Sua Palavra para ser buscado por nós. Eis aí o reino de Deus, basta que a fé no leve a buscar na Palavra Sua herança para nós.

  Não questione! Abra a Bíblia!
  Pago à vista mas com a embalagem Dele.

 

sexta-feira, 11 de março de 2011

"O Bezerro de Ouro"

  Êxodo 32 trata de revelar a triste atitude do povo e de Arão, enquanto Moísés no monte recebia as tábuas da Lei diretamente do Senhor. Alegando não saberem de Moisés fizeram um ídolo e lhe prestaram culto.
  À semelhança dessa vergonhosa história do povo de Israel, nos nossos dias existem pessoas levantando verdadeiros "bezerros de ouro" enquanto a resposta não vem, enquanto não recebe a direção, enquanto o milagre não acontece e etc..
 
   Gente levantando o bezerro do adultério a dizer "Ele não me dava atenção"
   Gente levantando o bezerro do suborno a dizer "o que eu ganhava não chegava para as contas"
   Gente levantando o bezerro do culto mundano a dizer "precisamos atrair mais jovens"
   Gente levantando o bezerro da mentira a dizer "ninguém vai saber"

    Precisamos resistir à tentação de levantar "bezerros de ouro" enquanto a solução não chega, precisamos aprender a esperar no Senhor, "A Lei do Senhor é perfeita", o nosso socorro vem de cima, e não das coisas dessa vida. O bezerro foi feito com o que os homens tinham, enquanto que as tábuas da Lei foram ditadas pelo próprio Deus a fim de conceder ao homem os marcos que trariam a direção para a jornada culminando com a conquista de uma Terra Prometida.

   O que você prefere? Através de argumentos humanos levantar bezerros de ouro e como consequência provar do próprio veneno como castigo ou esperar em Deus e levantar a bandeira da vitória na sua vida ?    

   O material para a confecção do bezerro está dentro de nós, porém quem subir ao "monte" da comunhão com Deus alcançará direção, proteção, refrigério, força e a Vida Eterna!

  André Luiz

quinta-feira, 10 de março de 2011

Uma dieta para a Eternidade - Êx 16:16-30

 O maná tipifica o alimento, a provisão do céu, a porção de Deus para cada dia da nossa jornada, a realização de uma promessa de Deus na vida do Seu povo.
  Esse alimento era colhido de acordo com a necessidade da tenda, a nossa tenda representa a nossa família. Temos a responsabilidade de prover alimento espiritual para nossa família, entretanto era um omer por cabeça, lembrando-nos que a salvação é individual, é uma experiência que não pode ser dividida. Cada um responderá diante de Deus por si próprio.
  Ninguém deixe dele para o dia seguinte. " O pão de cada dia nos dai hoje" Nossa experiência com Deus deve ser diária. "Cada dia basta o seu mal" Não devemos adiar ter experiências com o Senhor, lembrando sempre que a experiência de ontem não alimenta por hoje, e nem aquela que dizemos que ainda vamos ter nos atende por agora.

   O maná foi alvo de muitas críticas do povo no deserto que ainda estava preso às "panelas do Egito". Muitos hoje, rejeitam a genuína Palavra de Deus que é simples, mas conduz o homem à Eternidade. Não é preciso a Igreja preparar um menu buscando parecer com as panelas do Egito para ganhar o povo. As panelas do Egito eram para um tempo de escravidão. Jesus já nos libertou, o deserto é só por um momento a Terra da promessa nos aguarda. Façamos a dieta da Eternidade: comamos Dele uma porção dia após dia, até o Grande Dia!

  Andre Luiz

segunda-feira, 7 de março de 2011

Alfa e Ômega

 "Eu sou o Alfa e o Ômega, diz o Senhor Deus" Ap 1:8a

 Com essa declaração Deus se auto-define como sendo o inicio e o fim das coisas. Aproveitando a definição de Deus dada pelo próprio Deus, podemos ter experiências maravilhosas com Ele.
 Se ele é o início, comece os seus planos no altar Dele. Se Ele é o fim, vamos até o fim com Ele.
 O problema é que muitos de nós não começamos nosso projetos com Deus, e quando as coisas correm mal, corremos às pressas para Ele.
 Alguns até começam com Ele, porém a meio abandonam Suas ricas orientações, então vem a decepção.
 Se precisamos de libertação, Ele é Ômega que põe fim à nossa derrota, quebrando cadeias.
 Se precisamos de um renovo, Ele é Alfa, com Ele temos a oportunidade de começarmos tudo de novo.
 Ele não apenas era ou apenas um dia será, Ele é sempre! Não é preciso esperar pelo socorro, Ele é auxílio bem presente, imediato. 
 Comecemos com Ele, e permaneçamos com Ele até o fim! Existem muitas coisas para serem começadas, outras que urgentemente precisam ser terminadas, encerradas. Não percamos tempo: Ele é Alfa e Ômega, qual o seu problema ?

 André Luiz

sábado, 5 de março de 2011

Nuvem e Fogo - Êxodo 13:21-22

"O Senhor ia adiante deles, durante o dia numa coluna de nuvem, para os guiar pelo caminho, durante a noite numa coluna de fogo, para os alumiar, a fim de que caminhassem de dia e de noite"
Ex 13:21-22 

  O Senhor vai adiante de nós para nos indicar o caminho e para nos proteger. E nessa jornada Ele é a nuvem que aplaca o calor das lutas no deserto e é o fogo que nos aquece de toda essa frieza espiritual aliada a escuridão desse mundo e luz para nossa caminhada.
  O segredo da nossa vitória é não ficarmos parados, mas buscar ter experiências com o Senhor, também não ficar atrás como quem está distraído, e nem tampouco na frente da coluna pois ninguém que desobedece a Deus vence.
  A direção estava na coluna e não em Moisés. Não está no homem, mas no Senhor.

  Andre Luiz

 

sexta-feira, 4 de março de 2011

Dependemos do Senhor - Sl 127:1-2

  "Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o Senhor não guardar a cidade; em vão vigia a sentinela.
   Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão que penosamente granjeastes; aos seus amados ele o dá enquanto dormem" Sl 127:1-2

   Nós trabalhamos porém Ele é quem edifica. A sentinela vigia mas quem guarda a cidade é o Senhor. Nisso vemos que em tudo DEPENDEMOS DO SENHOR.

    Atenção: Isso não significa que não devemos: trabalhar, vigiar, acordar cedo, dormir tarde, desfrutar o fruto do trabalho. Entretanto, devemos entender que tudo isso é apenas a nossa parte, e não é através dela que Deus opera. Não podemos usar essa passagem bíblica para encobrir nossa inércia em relação as coisas que precisam ser feitas, mas devemos atentar para o facto de que em tudo dependemos Dele. Ele age apesar de nós, mas não faz aquilo que somos nós que temos que fazer. Façamos a nossa parte pois Ele nunca deixa de fazer a Dele. Façamos a nossa parte e então passamos ao próximo passo: descansarmos Nele.

   Andre Luiz

terça-feira, 1 de março de 2011

Ansiedade e Escravidão

Êxodo 6:9

"Desse modo falou Moisés aos filhos de Israel, mas eles não atenderam a Moisés, por causa da ânsia de espírito e da dura escravidão"

Moisés era quem o Senhor usava para falar com o Seu povo, hoje em dia quem cumpre essa papel no nosso meio é o Espírito Santo, e os crentes são o povo de Deus.

A ansiedade é o mal do século, levando pessoas a adoecerem, viverem perturbadas, desesperadas, descrentes. Os gregos chamavam-na de SEDE da ALMA.

Dura escravidão - O Egito é tipo desse mundo em que Faraó é Satanás. A vida no mundo é uma dura escravidão o que tem se agravado com a proximidade do Arrebatamento.

A Mensagem de Moisés - Moísés proclamou a saída do povo hebreu do Egito, proclamou o fim da escravidão. Fez-lhes uma promessa de uma nova terra.

Nos nossos dias o Espírito Santo vem proclamando a nossa saída desse mundo, e tem compartilhado entre nós a promessa da Canaã Celestial, entretanto, muitos vem deixando a ansiedade e a dura escravidão deste mundo cegar-lhes a visão das promessas de Deus.

Em Jesus somos livres sede da alma porque Ele nos é a água da vida e Nele deixamos de ser escravos desse mundo.

Maranata, Ora vem Senhor Jesus!

Andre Luiz

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

"Corrige o teu filho, e te dará descanso, dará delícias à tua alma"


 Provérbios 29:17

 Hoje em dia os pais para terem "descanso" não corrigem. É preciso reforçar que corrigir não é fácil, não é um fardo leve, entretanto, mais pesado é o fardo que advém da não correção! O egoísmo de alguns pais , leva a que se busque delícias hoje em detrimento do tal fardo de corrigir os filhos para um amanhã. Mais uma vez são delícias que tornam-se amarguras! Educar é um trabalho que segue o mesmo padrão da semeadura: planta-se hoje para se colher depois. É forno a lenha, não é aquecer no microondas.

 Andre Luiz

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

 "Nada nos engana tanto como a nossa própria opinião"

   Leonardo da Vinci

domingo, 20 de fevereiro de 2011

É na luta que mostramos o quanto na verdade desejamos a vitória!

 Todos nós buscamos se possível, evitar as lutas. Até Jesus disse que se possível, fosse passado o seu cálice! Entretanto, é na luta que mostramos se queremos ou não vencer. A nossa desistência muita das vezes revela o nível insuficiente dos nossos desejos frente aos obstáculos. Muitos dizem que basta querer para conseguir qualquer coisa na vida. Na verdade, quando queremos algo, passamos por um vestibular da vida para provarmos se realmente queremos. Tenho feito descobertas incríveis através das lutas, que nem sempre queremos tanto assim as coisas como dizemos. Sendo assim, só nos resta o recurso precioso da luta para provarmos primeiramente para nós mesmos o que realmente queremos. O melhor teste é o seguinte: se com as lutas o desejo aumentar siga em frente, lembrando que se o desejo constituir um pecado esqueça logo, pois o salário do pecado é a morte. Precisamos usar as lutas, as crises, as críticas que recebemos como combustível para realização dos nossos propósitos, se eles forem de Deus para nós, Ele nos dará todo aparato para vencermos. Ele não nos diz que não, pura e simplesmente. Ele nos mostra com clareza porque  não! Portanto permita-se ser testado para se conhecer e com isso conhecer o real plano de Deus para você.

Resumindo: Volta pra aula de violão! Não desista!

Andre Luiz

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Em momentos de crise

" Em momentos de crise, só a imaginação é mais importante que o conhecimento"

  Einstein

  O homem pode ter todo conhecimento do mundo, entretanto, em momentos de crise nem sempre é possível transpor obstáculos somente com conhecimento. O crente em Jesus enfrenta as lutas com uma ferramenta chamada Fé. O que Einstein chamou de imaginação, nós cristãos aperfeiçoamos e chamamos de fé. Trata-se do fundamento que não explicamos mas vivemos, e pela qual temos grandes vitórias na nossa vida. Até Einstein compreendeu que nem tudo é conhecimento. Nós temos a chance de vencer todas crises, de todas as naturezas possíveis com esta arma que nos leva a conquista do impossível - A. Esta nos faz ver o invisível e chamar a existência o que não existe. Experimente!

 Andre Luiz

 

“Não dirás falso testemunho” (Ex 20:16)


  Podemos pensar que falso testemunho é apenas mentir. Sendo assim, eu pergunto-vos: Quando falo mal de alguém baseado apenas no que eu penso, o que é que há de verdade nisso ? Gastamos imenso tempo a falar do que não sabemos ou melhor , do que não temos como julgar. Deus quer poupar-nos de tanto desgaste. A grande verdade é que não dizer falso testemunho é uma benção! É muito mais do que uma “ordem” a seguir, é mais um traço do amor imarcescível do nosso Deus. Mentir é muito feio, mas falar mal das pessoas não é muito melhor. Experimente ficar sem falar mal de alguém por uma semana. E veja o que acontece!

 André Luiz

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

O Mundo é minha paróquia - Jonh Wesley


  As vezes batemos no peito para exaltar a nossa denominação em detrimento de outras, “idolatramos” o nosso pastor ou “paróquia” e nos esquecemos de que estamos no mundo para ser “sal da terra” e não para lutarmos uns contra os outros. A melhor forma de sermos crentes é através do nosso testemunho prático de vida, a melhor forma de demonstrar seu amor pelo seu pastor e congregação, é vivendo o Evangelho de Jesus comunitariamente e não tornando-o uma religião solitária.
  Sabemos as datas das festividades da Igreja, somos líderes desse ou daquele departamento, somos notáveis em nossas congregações, mas nem sempre sabemos dizer o que estamos a fazer pelo nosso vizinho ainda não convertido, nosso parente que ainda não aceitou a Jesus tudo isto porque estamos atrasados demais, atarefados demais em nossas congregações.
  Deus dá a cada um de nós capacidade, dons, unção, talentos entretanto nunca visando a nossa glória ou mérito, mas sim as almas perdidas. Precisamos pensar que essa voz linda que Deus te deu pode salvar vidas, essa sua simpatia pode atrair pessoas ao reino, essa sua capacidade oratória pode convencer pessoas a Cristo. Pense nas suas qualidades como armas para cumprir a sua missão. A sua “paróquia” é maior do que você pensa.

Andre Luiz

domingo, 6 de fevereiro de 2011

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Citações

"Se você está procurando uma grande oportunidade, descubra um grande problema"

 Martinho Lutero

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Nunca se defenda! A.W.Tozer

A. W. Tozer
Todos nós nascemos com o desejo de defender-nos. E, caso insista em defender a si mesmo, Deus permitirá que você o faça. Porém, se você entregar sua defesa a Deus, então, Ele o defenderá. Ele disse a Moisés certa vez: “Serei inimigo dos teus inimigos e adversários dos teus adversários” (Êx 23.22).

Muito tempo atrás, o Senhor e eu chegamos juntos ao capítulo 23 do livro de Êxodo, e Ele me mostrou essa passagem. Já faz trinta anos que ela tem sido uma fonte de bênçãos indizíveis para mim. Não tenho de lutar. O Senhor é Quem luta por mim. E Ele certamente fará o mesmo por você. Ele será o Inimigo dos seus inimigos e Adversário de seus adversários, e você nunca mais precisará defender a si mesmo.

O que defendemos? Bem, defendemos nosso serviço e, particularmente, defendemos nossa reputação. Sua reputação é o que os outros pensam que você é, e se surgir alguma história sobre você, a grande tentação é tentarmos correr para acabar com ela. Mas, como você bem sabe, tentar chegar até a fonte de uma história assim é uma tarefa inútil. Absolutamente inútil! É como tentar achar o passarinho, depois de ter encontrado uma pena no gramado. Não poderá fazer isso. Porém, se se voltar completamente ao Senhor, Ele o defenderá completamente e providenciará para que ninguém lhe cause dano.
“Toda arma contra forjada contra ti, não prosperará”, diz o Senhor, “toda língua que ousar contra ti em juízo, tu a condenarás” (Is 54.17).
Henry Suso foi um grande crente em dias passados. Um dia, ele estava buscando o que alguns crentes têm-me dito que também estão buscando: conhecer melhor a Deus. Vamos colocar isso nestes termos: você está procurando ter um despertamento religioso no íntimo de seu espírito que o leve para as coisas profundas de Deus. Bem, quando Henry Suso estava buscando a Deus, pessoas começaram a contar histórias más sobre ele, e isso o entristeceu tanto que ele chorou lágrimas amargas e sentiu grande mágoa no coração.

Então, um dia, ele estava olhando pela janela e viu um cão brincando no terraço. O animal tinha um trapo que jogava por cima de si, e tornava a alcançá-lo apanhando-o com os dentes, e corria e jogava, e corria e jogava muitas vezes. Então, Deus disse a Henry Suso: “Aquele trapo é sua reputação, e estou deixando que os cães do pecado rasguem sua reputação em pedaços e a lancem por terra para seu próprio bem. Um dia desses, as coisas mudarão”.

E as coisas mudaram. Não demorou muito tempo até que os indivíduos que estavam atacando a reputação de Suso ficassem confundidos, e ele foi elevado a um lugar que o transformou num poder em seus dias e numa grande bênção até hoje para aqueles que cantam seus hinos e lêem suas obras.

(Artigo extraído do livreto "Cinco Votos Para Obter Poder Espiritual", de A. W. Tozer, Editora dos Clássicos, julho de 2004).